Cada vez mais empresários e Contabilistas vem se unindo para que em conjunto possam minimizar problemas de suas empresas, prova disto foi a realização do Seminário dos Profissionais de Contabilidade e empresários de Uberlândia e Região, que se realizou na cidade de Uberlândia nos dias 02 e 03 de outubro de 2003; diversos temas foram abordados, com profissionais altamente gabaritados que envolveram os participantes no evento presentes.

Dos temas apresentados, a o de se destacar o tema do Sr. Euler da Cunha Peixoto, que foi o seguinte: “Novo Código Civil – Responsabilidade de Empresários e Contabilistas, onde o mesmo tangenciou com muita clareza e oportunidade a responsabilidade do Contabilista na execução de seus serviços contábeis, bem como as penalidades a ele existentes”. Não bastante demostrou-se na qualidade de Advogado e Contador, preocupado no que se refere às orientações e ou notificações emitidas pelo Profissional da Contabilidade para seus clientes onde em sua maioria são transmitidas verbalmente, gerando possíveis problemas futuros.

O palestrante deixa claro que qualquer orientação e ou notificação devem ser elaboradas pôr escrito e com o devido ciente do cliente em questão.

Outros assuntos como “Planejamento Estratégico”, “Marketing”, “Tecnologia”, e “Ética” foram apresentados em outras palestras pôr palestrantes que levaram aos nossos conhecimentos as necessidades que temos de integrar fatores como qualidade, tecnologia, conhecimento e planejamento estratégico, para que possamos Ter em mãos uma Empresa Contábil, que presta serviços capazes de não só atender as necessidades do cliente, mas também surpreende com nossas habilidades. Devemos ainda ter visão e missão para que com isso possamos alcançar os objetivos almejados. O professor Antônio Carlos Cassarro na ocasião deixou um enfoque grandioso de como atender melhor o cliente, e como deve ser o correto relacionamento entre líderes e colaboradores.

Concluindo pode-se dizer que voltamos com uma bagagem de conhecimentos suficientes para traçarmos guias de destinos à nossa profissão e à nossa valorização.

E pode-se conclamar ainda que: Precisamos mostrar aos empresários e à sociedade que possuímos conhecimentos, ferramentas e condições necessárias para construirmos um novo Brasil.

* Mário D. de Oliveira Júnior – Contador, Pós-Graduando pela FTM em Gestão empresarial e de negócios.
* Samuel Alves Batista – Contado, Consultor empresarial, Pós-Graduado em Direito Tributário e Contabilidade pelo IPOG.

Responda